:)

Memórias De Um Sargento De Milícias

R$22,90 R$20,61

Manuel Antônio de Almeida nasceu no Rio de Janeiro, em 1831, e morreu aos 30 anos, em 1861, no naufrágio do vapor Hermes, no lit… (veja a descrição completa)

Em estoque

Prestar Queixa
REF: 9788525406675 Categorias: , Tags: , ,

Marca

L&PM

Informação adicional

Peso 0,16 kg
Dimensões 1,3 × 10,7 × 17,8 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Apenas clientes logados que compraram este produto podem deixar uma avaliação.

Lamento, não há ofertas disponíveis.

Manuel Antônio de Almeida nasceu no Rio de Janeiro, em 1831, e morreu aos 30 anos, em 1861, no naufrágio do vapor Hermes, no litoral de Campos, Rio de Janeiro. De origem muito humilde, formou-se em medicina, mas nunca seguiu a profissão. Exerceu cargos públicos como adminstrador da Tipografia Nacional e diretor da Academia Imperial de Música e Ópera Nacional. Memórias de um sargento de milícias foi publicado primeiramente em folhetim no Correio Mercantil, nos anos de 1852 e 1854, e depois em livro sob o pseudônimo de Um Brasileiro. Este livro é uma obra-prima de humor e ironia. Segundo o crítico Nelson Werneck Sodré, Manuel Antônio de Almeida retratou ”a vida de rua, os tipos de rua, as figuras comuns e populares (…) Soube fazer tudo isso conservando-se fiel ao quadro dos costumes. Procurou mostrar o povo como o povo era e continuava a ser”. Escreveu também duas peças de teatro: O rei dos mendigos e Três amores.Em Memórias de um sargento de milícias, recupera o ”jeitinho brasileiro” ao construir, sob forte caricatura, Leonardo, um típico malandro da classe média mais conhecido da ”Época do Rei”. Ironizou algumas regras e vícios da socidade romântica burguesa do século XIX.